Mundo Sustentável

Receba o nosso BOLETIM

Abrindo espaço na mídia para um planeta em transformação

noticias
22 fev 2016
Home » » Ciclone mais forte já registrado no Hemisfério Sul atinge Fiji

Ciclone mais forte já registrado no Hemisfério Sul atinge Fiji

A força do fenômeno pode ser resultado do forte El Niño e do aquecimento global. O país é um dos mais ameaçados pela elevação do nível dos mares

 

Fonte: Época – Blog do Planeta

 

As ilhas Fiji foram atingidas, neste sábado (20), pelo pior ciclone já registrado no arquipélago do Pacífico. Os habitantes permaneceram em suas casas e as autoridades impuseram um toque de recolher. No arquipélago, que tem cerca de 900 mil habitantes, 758 centros de evacuação foram preparados para reduzir os danos.

De acordo o centro meteorológico de Fiji, o ciclone tropical Winston atingiu a principal ilha, Viti, na noite de sábado, com ventos de 220 km/h e rajadas de até 315 km/h. É o primeiro ciclone de força 5 que chega ao arquipélago. Segundo o serviço meteorológico de Fiji, o ciclone é o mais forte já registrado no Hemisfério Sul.

Especialistas afirmam que o El Nino é a principal causa da forca do Winston. O ciclone se alimenta da temperatura elevada do oceano. Por causa do aquecimento global, o oceano vem acumulando calor. Durante o El Niño, esse calor vai para a superfície, estimulando a formação dos ciclones. Os dois últimos anos bateram seguidamente os recordes históricos de temperatura no planeta.

O ciclone vem menos de quatro meses depois do furacão Patricia, o mais intenso já registrado no hemisfério ocidental, atingir a costa mexicana do Pacifico e causou efeitos indiretos em países da America Central e no Texas.

“Nosso país enfrenta uma grave prova”, declarou o primeiro-ministro, Voreqe Bainimarama, em um discurso à nação. “Devemos ser solidários e nos ajudar”, completou. “Estejam alerta e preparados”. Fiji é um dos paises mais ameaçados pela elevação do nível dos mares por consequência do aquecimento global. Também foi o primeiro país a ratificar o Acordo do Paris, que estabelece metas para os países reduzirem as emissões responsáveis pelas mudanças climáticas.

 

 

 

Postado por Daniela Kussama