Mundo Sustentável

Receba o nosso BOLETIM

Abrindo espaço na mídia para um planeta em transformação

noticias
3 out 2016
Home » » China suspende compras de cinco frigoríficos brasileiros

China suspende compras de cinco frigoríficos brasileiros

Além das unidades frigoríficas paranaenses, país asiático suspendeu a importação de outras duas fábricas processadoras de frango brasileiras, que não estaria seguindo as normas sanitárias exigidas pelos chineses.

 

Fonte: Gazeta do Povo

 

A China suspendeu as importações de carne de cinco frigoríficos brasileiros, três deles no Paraná. A suspensão temporária vale para carne de frango, que não estaria seguindo as normas sanitárias exigidas pelos chineses. O anúncio ocorreu nesta terça-feira (27) durante o balanço feito pelo Ministério da Agricultura sobre a viagem feita à Ásia para buscar acordos comerciais internacionais. As informações são do jornal Valor Econômico.

O secretário de Relações Internacionais de Agronegócio da pasta, Odilson Ribeiro, foi quem falou sobre o assunto durante a coletiva de imprensa, em Brasília. Ele não citou os nomes das empresas, mas enfatizou que os embarques já estariam suspensos a partir desta quarta-feira (28). Ele detalhou que o órgão responsável pela defesa agropecuária na China formalizou a suspensão de importação de frango desses frigoríficos por meio de ofício.

Segundo o que apurou o Valor, os frigoríficos do Paraná que tiveram as importações suspensas pela China foram: uma planta da JBS em Rolândia, uma da Cooperativa Copacol, em Cafelândia, e uma da Cooperativa Agroindustrial LAR, em Matelândia. No restante do Brasil ainda houve suspensão em uma fábrica da JBS em Amparo, São Paulo, e em uma da BRFoods, em Dourados, Mato Grosso do Sul.

Ao Valor, LAR, Copacol e a BRF disseram que “foram notificadas pelo ministério, mas que desconhecem as razões que levaram à suspensão de suas unidades industriais.” À mesma publicação, a JBS “confirmou a notificação e disse estar avaliando a medida.”

Cooperativas do PR estão entre as maiores empresas do país

O Paraná exportou 4,3 milhões de toneladas de frango em 2015, de acordo com dados do Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas dos Estado do Paraná (Sindiavipar). Copacol e Lar, cooperativas que tiveram a importação de duas plantas suspensas, estão entre as maiores do país. Elas constam no ranking “Melhores & Maiores – As 1000 empresas do Brasil”, da Revista Exame. No ranking das 50 maiores empresas do agronegócio, nessa lista, Copacol aparece em 14º e Lar em 15º lugar.

 

 

 

Postado por Daniela Kussama